segunda-feira, 11 de setembro de 2017

It- A Coisa (Resenha Cinemas)

Que baita acerto! Mas estou me adiantando. Uma coisa que venho percebendo é que as produções de cinema e TV andam flertando com força com os anos de 1980, quer seja na forma de filmar, quer seja nas trilhas sonoras- ou ambos, o que é mais comum e Atômica (2017) e Strangers Thing (2016) mostra bem isso. O próprio Guardiões da Galáxia já atualiza bem essa fonte. E aqui em It- A Coisa, também podemos ver ainda mais um pouco disso. A maneira em que o diretor Andy Muschetti filma, angulações e o roteiro também conseguem fazer essa passagem ao passado, mas atualizado, claro. Aqui temos o Clube dos Perdedores, onde sete crianças acabam envolvidas numa aventura de terror que poderia estar além de suas capacidades quando uma entidade em forma de Palhaço começa a aterrorizar os jovens da estranha cidade de Derry. Apesar do visual "aventura" e dos vários alívios cômicos, o filme não cai nessa armadilha e se mostra um terror violento, ainda que não seja necessariamente um filme que assusta. Sim, apesar de ser um terror, o filme não tem uma pegada assustadora. Claro que há os momentos de tensão, onde você nem pisca e os momentos de horror, mas não dá tempo de você ficar congelado na cadeira do cinema de tão frenético que o filme é. 
O maior acerto do longa é entender que além de um filme baseado numa livro de terror, é um filme sobre amizades, traumas pessoais e formação de caráter. O filme mostra como o luto pode ser aterrorizador, ou o que ameaça pode estar ali, dentro de casa e não é o palhaço Pennywise, ou a crueldade em forma de bullying. São muitos acontecimentos a parte que fazem do filme um "baita acerto" como eu disse logo no começo. O filme acerta também no elenco, e traz jovens carismáticos, um Pennywise tenebroso e um cenário espetacular. E um adendo: ou sou do time que torce para filmes dublados no cinema, mas ultimamente por falta de opção, acabo assistindo assim. A dublagem nacional de uns anos pra cá tem voltado a ser uma das melhores- coisa que tinha se perdido na década passada- e a dublagem de It- A Coisa está muito, mas muito boa. Até digo que prefiro assistir ele dublado. Agora é esperar pelo capítulo 2 que será rodado em breve. Vale dizer que o livro em que foi baseado, escrito por Stephen King, se passa em dois tempos, quanto no filme foi mostrado apenas um. O "segundo" tempo será justamente o foco do segundo longa. 


NOTA: 9,0

It- A Coisa (It- 2017)
Direção: Andy Muschietti
Roteiro: Cary Fukunaga, Chase Palmer, Gary Dauberman
Elenco: Bill Skarsgård, Finn Wolfhard, Javier Botet, Megan Charpentier
Duração: 134 min.
Estúdio: New Line

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...